Anualmente os contribuintes fora da faixa de isenção têm de prestar contas a Receita Federal. Dentre as opções de pagamento, está o parcelamento do imposto de renda. Veja quais as opções o contribuinte tem para fechar as contas sem cair na malha da Leão.

O tipo de pagamento escolhido por cada contribuinte pode ser mais ou menos vantajosa de acordo com a sua situação. Entenda melhor as opções disponíveis e qual é a melhor escolha para cada caso no texto a seguir.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Parcelamento imposto de renda

O pagamento do imposto de renda pode ser feito de duas maneiras e ambas as opções estão abertas a todos os contribuintes. Veja as alternativas dispoíveis para o parcelamento do IRPF, por exemplo:

  • a primeira opção de pagamento do IRPF é feito em uma parcela, à vista, onde o pagamento do imposto devido é quitado de uma só vez;
  • a segunda opção é o parcelamento, o que, por sua vez, sofre incidência e taxa básica de juros, que incide sob a taxa Selic.

Após o preenchimento da declaração de imposto de renda, da entrega e do cruzamento realizado pelo sistema da Receita Federal para verificação de incosistências, é hora do pagamento do imposto devido.

Na hora de decidir pela melhor opção, é importante considerar as prós e contras de cada alternativa de pagamento. Afinal, nem sempre o parcelamento do imposto devido será vantajoso para o bolso do contribuinte, visto que há incidência de juros sobre a parcela, como mencionado acima.

Entretanto, o parcelamento do IRPF é um direito do contribuinte. Dessa forma, o pagamento em parcelas é concedido pela Receita Federal.

Além disso, cada parcela incide as taxas básicas de juros. O que, por sua vez, pode variar de parcela para parcela, conforme a evolução da taxa de pagamento.

Veja também “8 dicas para não errar na hora de declarar o imposto de renda“.

Parcelamento do Imposto de Renda

Diferença entre pagamentos parcelado e à vista no IRPF

Existem algumas peculidades inerentes ao tipo de pagamento do imposto de renda. Veja a seguir as principais diferenças entre o pagamento parcelado do IRPF e à vista. Por exemplo:

Pagamento à vista do IRPF

  • o contribuinte paga o imposto devido numa única parcela;
  • não tem incidência da taxa Selic.

Pagamento parcelado do IRPF

  • é feito através de instituições financeiras conveniadas da RFB;
  • o contribuinte deve aceitar o débito automático que, neste caso, é obrigatório;
  • há incidência de juros simples e reajuste mensal conforme a taxa Selic.

Agora que você já sabe quais são as diferenças entre os tipos de pagamento parcelado à vista do imposto de renda, pode decidir com mais consciência sobre a melhor opção. Para receber outras novidades sobre temas relacionados a declaração de imposto de renda 2019, inscreva-se na nossa newsletter.

Por fim, deixe seu comentário sobre esse conteúdo abaixo! Além disso, compartilhe essas informações com outros contribuintes que podem ter as mesmas dúvidas que você.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *