O jeito de se hospedar não é mais o mesmo, já foi o tempo onde hotéis mega caros eram sinônimos de conforto e comodidade. Agora, existem outras opções e até você, quem sabe, pode receber viajantes do mundo todo em casa. Apesar de, ser uma ideia bacana isso não isenta o contribuinte de declarar Airbnb no imposto de renda.

Na verdade, já existem determinações da Receita de como declarar os lucros obtidos através do Airbnb. Neste artigo, vamos mostrar em detalhes o porque você precisa declarar Airbnb no imposto de renda e também como fazer a declaração sem erros. Bora lá?!

Declarar Airbnb no Imposto de Renda

Quais são as regras para declarar Airbnb no imposto de renda?

Primeiramente, aqui vale um esclarecimento. Aos olhos da Receita o contribuinte que faz aluguel através do Airbnb é visto como autônomo, isso porque, o rendimentos obtidos vem de pagamentos recebidos por pessoas físicas e não da plataforma onde o profissional coloca a casa para alugar.

Por isso, igual aos demais contribuintes autônomos, é preciso que os anfitriões do Airbnb recolham mensalmente o Carne-Leão, que de maneira simples é recolher o imposto sobre o valor arrecadado a cada mês.

Além disso, toda renda que venha de aluguel deve ser declarada no imposto de renda, para que o Leão possa dar aquela conferida e cruzar os dados.

Como recolher o Carnê-Leão?

Todo o processo é bem simples. Você só precisa, baixar o programa do Carnê-Leão no seu dispositivo, que está disponível no próprio site da Receita Federal. Feito isso, agora é só preencher o documento todos os meses com os valores totais recebidos.

Por último, será gerado a DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais), o famoso boleto, que deve ser pago até o último dia do mês subsequente ao recebimento mensal.

O recolhimento deste documento é muito importante para os autônomos, pois irá comprovar os seus ganhos, caso seja necessário declarar IRPF.

Não deixe de pagar esse boletinho um mês se quer, isso porque, caso haja atraso no recolhimento, você fica sujeito a multa de 50% sobre o valor que deixou de recolhido, ainda que informe a totalidade dos rendimentos em sua Declaração de Ajuste Anual.

Como conseguir os documentos de aluguéis do Airbnb?

A própria plataforma de aluguéis disponibiliza para os anfitriões um demonstrativo com todo o histórico de transações feitas com clientes para declaração de imposto de renda.

De acordo, com o site Airbnb é possível filtrar as transações por forma de pagamento, anúncio e data. Deste documento, o contribuinte encontra também transações concluídas e futuras, juntamente com uma opção para visualizar os ganhos brutos.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Quais os passos para declarar os rendimentos com Airbnb no imposto de renda?

Com todos os recolhimentos em dia, o processo de declaração dos rendimentos tributáveis é bem mais simples. É preciso baixa o Programa da Receita em seu computador e importar os dados do carnê-leão.

Para subir os dados do carnê para o Programa da Receita, é só selecionar “Importações”, na lateral esquerda , e depois importar o documento, visto que, o próprio programa identifica o carnê do ano correto.

Com esse processo completo , agora, é só finalizar. Os rendimentos tributáveis vindos do Airbnb serão lançados na ficha “Rendimentos tributáveis recebidos de PF/Exterior”, na aba “Rendimentos do trabalho não assalariado”.

Quem precisa declarar imposto de renda?

Além do aluguel do Airbnb, existem outros pequenos detalhes que determinam se o contribuinte precisa declarar IRPF ou não. Até o momento, a Receita são estipulados as seguintes regras:

  • Receberam rendimentos tributáveis (como salários e aluguéis), cuja soma anual foi superior a R$ 28.559,70.
  • Receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte (por exemplo: indenizações trabalhistas, caderneta de poupança ou doações) em valor superior a R$ 40 mil.
  • Obtiveram, em qualquer mês, ganhos na venda de bens ou direitos sujeitos à incidência de Imposto de Renda, como imóveis vendidos com lucro.
  • Realizaram operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas (investimentos).
  • Tiveram, em 2019, receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 em atividade rural.
  • Tinham, em 31 de dezembro de 2018, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil.

É meu amigo, ser um anfitrião moderno no estilo Airbnb não é moleza, mas, é só recolher o carnê-leão e fazer a declaração dentro do prazo, com todos os documentos pedidos que vai ficar tudo certo.

A fim de entender como um aplicativo para análise da declaração do imposto de renda, pode ser o seu grande aliado contra a malha fina? Então, confira o artigo que o Blog IR sem Erro preparou.


Kezia Amaro

Produtora de conteúdo no IR sem Erro.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido :D