Veja quais aspectos devem ser considerados antes do envio da declaração de IRPF! Além de evitar problemas com o Leão, você pode ter alguns benefícios que estão sendo perdidos por falta de informação. Vamos resolver isso? Confira a lista aqui!

Segundo a Receita Federal, cerca de 747 mil declarantes ficaram retidos na malha fina em 2017. Esse grande volume, muitas vezes acontece devido a desatenção por partes dos contribuintes na hora do preenchimento. Entretanto, também existe um lado bom nessa história…

declaração de IRPF

O que considerar antes do envio da declaração de IRPF?

Todo contribuinte sabe que anualmente a Receita Federal faz o recolhimento da declaração de IRPF, certo? No IR sem Erro, trabalhamos com o propósito de transformar a sua relação com o Leão. Para isso, listamos 5 informações pouco divulgadas que podem ser vantajosas para você no momento de declarar. Por exemplo:

  • A ordem da restituição pode ser adiantada conforme a data do envio da sua declaração de IRPF.
  • O valor da restituição pode ser maior se você enviar a declaração próximo do prazo de vencimento.
  • A Receita pode retornar o valor da restituição corrigido pela taxa Selic.

Prioridades na ordem de restituição

É importante ressaltar que idosos têm preferência no reembolso, da mesma maneira que contribuintes que possuem doenças graves ou doenças mentais.

Para ter direito ao benefício, é necessário indicar a situação no campo correspondente “natureza da ocupação”, como é sugerido pela Receita Federal.

Enquanto para portadores de doenças graves que não sejam aposentados devem preencher o formulário “Requerimento para Prioridade no Pagamento de Restituição de Pessoa Física”.

Em seguida, o contribuinte ou responsável precisa levar o formulário preenchido na unidade mais próxima da Receita, junto a documentos que comprovem sua condição. No caso do contribuinte com mais de 60 anos, como a idade já é informada na declaração, o reconhecimento é automático.

Correção

Quem deixa a declaração para ser entregue no fim do prazo estabelecido pela Receita Federal pode obter algumas vantagens, sendo a principal delas ter o dinheiro a receber corrigido pela Selic – taxa básica de juros da economia brasileira – que foi anunciada pelo Banco Central cotada em 6,75% ao ano.

Logo, quem recebe o dinheiro apenas no final do ano pode ter um rendimento maior do que alguém que receber no início e aplica na poupança, que tem previsão de rendimento abaixo de 5% ao ano em 2018.

Remuneração

Outra opção seria recolher a restituição e aplicá-la num fundo de investimento com taxa similar a variação da taxa Selic. A Letra do Tesouro Nacional (LTN) exemplifica bem a questão. O percentual é de 6,49% mais imposto, ao passo que a restituição não possui abatimentos.

Por isso, deixar o envio da declaração para a data final pode trazer um “bônus”. Já pensou começar 2019 com mais folga nas contas?

via GIPHY

Aqui, vale pesar o custo-benefício da entrega da DIRPF conforme a proximidade dos prazos estabelecidos pela Receita. Só não vale mesmo deixar para o último dia. “Com o alto volume de acessos, o site da Receita Federal tende a apresentar lentidão e até mesmo ficar inoperante”, comenta o sócio-contador, Victor Paiva da Contábil Assessoria.

Para evitar inconvenientes típicos desse período, sugerimos que você conheça um aplicativo para análise do imposto de renda.

Recapitulando…

Antes de decidir, é importante avaliar o custo-benefício entre a relação de entrega da declaração do IRPF e o cronograma da Receita Federal. Dessa forma, você aumenta suas chances de fazer a melhor escolha ao passo que diminui a possibilidade do Leão te pegar desprevenido. Vamos recapitular?

  • A ordem dos fatores, neste caso, altera o produto. Quanto antes for efetuada o envio da DIRPF, menos tempo de espera haverá para a restituição.
  • O rascunho ou a retificadora é indicado para quem não tem tanta familiaridade com o programa da Receita e serve para consultar se há algum problema com a relação de documentos enviados.
  • Evita o engarrafamento do sistema e outros tipos de imprevistos que podem acontecer com a pressão do prazo final.
  • Se for o caso do contribuinte não tiver planos a curto prazo para a restituição, esperar é um bom caminho, visto que a Receita deposita retorna o valor da restituição corrigido pela taxa Selic, o que é mais vantajoso.
  • Têm obrigatoriedade na declaração as pessoas físicas que receberam rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 em 2018.

Não se esqueça: analisar é fundamental!

A análise da declaração de imposto de renda devolve o controle da sua vida financeira. Para isso, o IR sem Erro desenvolveu um aplicativo simples, mas eficiente. Nele, você consegue submeter a sua declaração de IRPF a um sistema inteligente de avaliação baseado nas regras da RFB.

Sobretudo, o app IR sem Erro é destinado àqueles que cansaram de estar à mercê da Receita Federal.

Entenda como o aplicativo funciona:

  • Você registra e armazena os documentos para declaração de IRPF no app.
  • O sistema faz a análise de todos os documentos para uma diagnóstico da sua declaração.
  • Após a análise, o app envia um relatório com os problemas encontrados (se houver). Assim, você minimiza os riscos de ser pego pelo Leão.
  • Além disso, no diagnóstico feito, você recebe dicas para otimizar a sua declaração para diminuir o imposto pago, aumentar o valor da restituição e minimizar os riscos a malha fina.

Enquanto você decide sua melhor ação, acompanhe nossos artigos divulgados, promoções e outros conteúdos através das redes sociais! Se você gostou das informações, divulgue esse artigo. Afinal, conhecimento merece e deve ser compartilhado!

Curta no Facebook.
Siga no Instagram.
Conecte-se no LinkedIn.
Inscreva-se no YouTube.


Diana Hada

Bacharel de Publicidade e Propaganda, com qualificação técnica em Assistente de Atendimento, Planejamento, Criação e Produção Publicitária no Centro Universitário Senac. Especialista em Inbound Marketing e Produção de Conteúdo para Web pela Rock Content; certificada em Redes Sociais pela Unieducar e em Comunicação Integrada de Marketing pela ESPM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *